Assista ou participe em eventos sobre cultura (Cinema, Comemorações, Concertos, Concursos, Dança, Exposições, Festas, Festivais, Feiras, Teatro e muito mais) da forma mais barata possível: Grátis, Gratuito, Entrada livre, Sem custo...

 

DESPORTO  |   SEMPRE  |   TODO O ANO

 

 

 

Follow
Domingo, 6 de Maio de 2018

Até dia 12, o Terreiro do Paço é a aldeia da Eurovisão

O Eurovision Village, um espaço de entrada gratuita com música ao vivo, eventos e a transmissão em directo das cerimónias num ecrã gigante, abre esta sexta-feira e mantém-se em funcionamento de manhã à noite até dia 12. A programação inclui Beatbombers, Moullinex, Banda do Mar, Waldemar Bastos, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Orelha Negra e Capicua.

 

A primeira meia-final da Eurovisão é só na próxima terça-feira, dia 8, mas antes disso já há programação paralela e gratuita ligada ao festival. Por exemplo, no Eurovision Village, que tomou conta do Terreiro do Paço e abre as portas oficialmente esta sexta-feira às 10h. Na véspera da abertura, ao início da tarde, podia ver-se uma guia turística a falar a um grupo da estátua equestre de D. José I enquanto apontava para ela fora das grades que estabelecem os limites do recinto, ainda em montagem. Rodeada por bandeiras de cada um dos 43 países que participam na competição, a zona tem um palco, uma área lounge, comes e bebes, e bancas dos patrocinadores do evento. Estará aberta de manhã à noite e a entrada será sempre gratuita, dentro da capacidade do espaço.

Pelos ecrãs do Eurovision Village passarão as transmissões em directo de cada uma das meias-finais (a segunda será na quinta-feira, dia 10) e da final de dia 12, sempre às 20h.

 

Em termos de programação, está previsto na segunda-feira, a Banda do Mar, que une o casal brasileiro Mallu Magalhães, que escreveu uma canção para Beatriz Pessoa no Festival da Canção deste ano, e Marcelo Camelo ao baterista português Fred Pinto Ferreira, aparece para uma rara actuação numa noite partilhada com o angolano Waldemar Bastos. Dois dias depois, na quarta, a Orquestra Metropolitana de Lisboa, com o Coro Voces Caelestes, atira-se a Mozart e Beethoven.

 

A noite de 11, sexta-feira, conta com concertos de Orelha Negra, outra das bandas de Fred Pinto Ferreira, cujo baixista, Francisco Rebelo, escreveu a canção com que David Pessoa concorreu este ano ao Festival da Canção. Não será o único participante do festival a actuar nessa noite: a rapper Capicua, que escreveu para Tamin, actua com a sua Guerrilha Cor-de-Rosa, ao lado de Marta Ren, Ana Bacalhau, Blaya e M7, também conhecida como Beatriz Gosta.

 

Fonte: https://www.publico.pt/2018/05/03/culturaipsilon/noticia/ate-dia-12-o-terreiro-do-paco-e-a-aldeia-da-eurovisao-1823940


publicado por gruponet às 20:00
link do post | comentar | favorito
partilhar

.passa a palavra

Tens conhecimento de algum evento desportivo que queiras partilhar? Envia um email para: gruponet @ sapo.pt

.participar

. participe neste blog

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Julho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.recentes

. Está de volta o mega esco...

. Comemorações do Dia Nacio...

. “Palavras na Nossa Terra...

. Workshop: “Estudo e Manuf...

. Mercadinhos de Palmela re...

.arquivos

.mais sobre culturALL

.links